Este site é desenvolvido por entusiastas e admiradores do artista Silvio Santos e não possui nenhuma ligação com empresas do Grupo Silvio Santos.

29 de jun de 2008

Sua Majestade, o Ibope

Silvio Santos já apresentou no começo de sua carreira um programa com esse título acima. Mas não é dele que trataremos aqui, e sim de algumas grandes audiências alcançadas pelo Homem do Baú na televisão.

Uma das grandes histórias a respeito de Silvio Santos ocorreu em 1969, e foi assim registrada para a posteridade pela revista Realidade, que realizou longa reportagem com Silvão, publicada em 1º de setembro de 1969:


No domingo, 20 de julho, quando o homem botou pela primeira vez o pé na Lua, a televisão estava lá, transmitindo diretamente e com uma imagem perfeita, apesar dos 400 000 quilômetros de distância. O índice de audiência foi a um bom nível: 41,4% das pessoas que têm tevê estavam assistindo ao espetáculo, enquanto 20% dos aparelhos permaneciam apagados. Os técnicos em pesquisa e estatística calculam que 5,5 milhões de telespectadores brasileiros assistiram ao vivo o feito inédito, só contando o público de São Paulo, do Rio e das cidades vizinhas.

SÓ A CHEGADA À LUA CONSEGUIU TER MAIS AUDIÊNCIA QUE OS PROGRAMAS DE SÍLVIO SANTOS

Na mesma semana, sem ir à Lua, Sílvio Santos conseguiu em São Paulo uma audiência apenas 1% menor (40,4), na sexta-feira, com o programa Cidade contra Cidade. E no domingo o IBOPE marcou 35,8 para o Programa Sílvio Santos, que ficou com o segundo e o terceiro lugares entre os programas de maior audiência, perdendo apenas para a transmissão da aventura da Apollo 11.

Quem é este Sílvio Santos, muito mais popular do que o Topo Gigio (que custa milhões e marcou 33,5%). mais sensacional do que o seriado Missão Impossível (32%), com mais magnetismo do que o Chacrinha (que só atraiu 28,4%), e mais romântico do que Nino, o Italianinho (25,8%)?

- Eu? Eu sou um homem comum, que sempre se esforçou para viver sozinho. Sempre fui ultra-independente.

E por aí seguiu a reportagem de Nemércio Nogueira.

Image Hosted by ImageShack.us



Durante toda a década de 1970 e também no correr dos anos 80, o Programa Silvio Santos era o imbatível líder de audiência aos domingos, fosse na Globo, na Tupi, no SBT ou na Record, canais pelos quais o programa foi exibido. Em 1987, os índices de audiência do programa oscilavam entre 25 e 35 pontos.

Um grande marco na audiência foi o histórico Show de Calouros de 21 de fevereiro de 1988: era o retorno do Homem à televisão, após várias semanas de afastamento nos Estados Unidos, para o tratamento das cordas vocais que, cansadas, lhe provocavam rouquidão. Silvio acreditava não ter mais condições de apresentar programas, de usar a voz. Na sua volta, fez um programa especial, ao vivo, unicamente para responder perguntas dos jurados, do auditório e do público, por telefone, tanto a respeito de sua saúde como de sua vida particular e suas convicções. Nesse dia, Silvio falou abertamente a respeito de política, religião, fez críticas e disse estar se preparando para a aposentadoria. Esse programa merece um artigo especial só para ele, e será feito em breve. Segundo nosso colaborador Jorge Luis Monteiro, essa edição do Show de Calouros chegou a picos de 45 pontos nas medições do Ibope da época.

Com a forte concorrência do Domingão do Faustão e do Fantástico, o Programa Silvio Santos, apesar de liderar a lista dos programas mais vistos do SBT, acomodaram-se na vice-liderança. Mas a Globo teve muitas dores de cabeça com Silvio. A pior delas, em 2001, com a Casa dos Artistas 1, talvez o reality show de maior sucesso da história da televisão brasileira. Durante as oito semanas de duração da Casa, o SBT bateu o Fantástico, da Globo. Na grande final, em 17 de dezembro daquele ano, a emissora de Silvio humilhou a concorrente, atingindo 55 pontos, ante 16 da emissora líder, segundo a Folha on line.

Mas a avassaladora vitória contra a revista eletrônica global conquistada pela Casa dos Artistas não foi a primeira. O inesquecível Topa Tudo por Dinheiro, com suas brincadeiras no palco e no auditório, e, principalmente, as câmeras escondidas, garantiam liderança de audiência já em 1991, com 37 pontos contra 30 da Globo. Segue reportagem do Jornal do Brasil de 10 de outubro de 1991:

Image Hosted by ImageShack.us

No último dia 22, o SBT finalmente conseguiu ultrapassar a Globo. Segundo Luciano Callegari, superintendente artístico do SBT, foi a primeira vez na história que Sílvio Santos conseguiu bater o "Fantástico". O "Topa Tudo Por Dinheiro" obteve a média de 36 pontos de audiência, com picos de até 40, contra a média de 31 pontos alcançada pelo "Fantástico". No domingo seguinte, dia 29, o fenômeno se repetiu com uma vantagem ainda maior para o SBT: 37 pontos - com um pico de 41 - contra os 29 pontos médios obtidos pela Globo.



E, agora, em 22 de junho de 2008, domingo passado, o Programa Silvio Santos repaginado e reformulado parece ter finalmente tirado nosso Herói da mesmice e do piloto automático no qual se encontrava apresentando os programas nos últimos tempos, sem conseguir animar o auditório como fazia antes. Concorrendo com futebol nas principais emissoras rivais, Silvio Santos liderou a audiência dominical por boa parte da tarde, atingindo pico de 21 pontos, índices elevados para os dias de hoje. Uma resposta para quem acreditou que ele estava acabado e ultrapassado. Jamais! De Silvio Santos podemos esperar tudo.

A partir deste domingo, nosso conteúdo também estará disponível no Tele História, atualizado quinzenalmente. Agradecemos a Thell de Castro pelo convite.

20 de jun de 2008

Há vinte anos...

Há vinte anos, na verdade, vinte e um, o SBT lançou uma campanha de marketing bastante ousada, cujo texto de lançamento reproduzimos a seguir. Tudo, neste post, começa vinte anos atrás... mais precisamente, em maio de 1987, quando surgiu este texto:

SBT - LÍDER ABSOLUTA DA VICE-LIDERANÇA

Há 20 anos atrás, os Diários Associados eram o maior império de comunicação do País. E todo mundo dizia que era praticamente impossível vencê-lo.

Era.

Hoje, o primeiro lugar está nas mãos da Rede Globo. Uma das melhores televisões do mundo. E só Deus sabe o quanto é difícil disputar com ela.

Mas, apesar disso, o SBT vem crescendo dia após dia.

Em maio de 1987, alcançou 23% de participação na audiência total do mercado nacional. Um fato extraordinário, se você levar em conta que, durante algum tempo, a Globo não era somente o primeiro lugar em audiência.

Ela era o único lugar em audiência.

Para crescer assim, o SBT se baseou num marketing inteligente que, ao invés de tentar copiar a Globo, busca justamente fazer o que ela não pode fazer. O SBT fugiu do padrão global e adotou o padrão Brasil.

Nós fazemos programas parciais, emocionais, inflamados, exagerados, açucarados. Cobrimos temas e matérias populares. Se você não gosta, desculpe a, nossa falha: mas eles dão audiência.

Nossa programação fala com o povo. Essa enorme massa de pessoas que consomem cigarros, fósforos, bebidas, que depositam, fazem poupança.

Não queremos ser boutique. Somos magazine.

Não queremos ser restaurante de luxo. Somos cadeia fast-food.

Não queremos só prestígio: queremos audiência.

Quanto está custando um minuto de puro prestígio?

E é por isso que estamos crescendo tanto, chegando até em determinados horários a realizar o "Impossível": bater o líder.

E 23% é uma fatia de mercado à qual nenhum anunciante pode ficar indiferente.

Quando um empresário está cansado dos problemas do mundo, ele liga SBT. Quando um intelectual quer rir um pouco e virar menino, ele liga SBT. Quando um publicitário quer saber o que o povo está escutando e pensando, ele vira SBT.

Hoje nós somos vice. Um dia, seremos versa.

SBT - Liderança absoluta do segundo lugar.


Aí está, apresentado pela agência publicitária de Washington Olivetto, que elaborou este texto, o que diferencia a rede de Silvio Santos das outras emissoras: personalidade e identidade próprias. O SBT foi a única estação de televisão, além da Globo, que conseguiu criar sua própria imagem, seu próprio padrão. Às vezes mambembe, às vezes improvisado... muitas vezes chamado de brega, mas que é pura e verdadeiramente popular.

Em 1987, Guilherme Stoliar, vice-presidente do SBT, dizia:

"Na programação, somos a segunda rede em tudo, da abertura ao encerramento.Somos a alternativa à Rede Globo de Televisão. Quem não quer assistir à Globo,por qualquer razão, obrigatoriamente vai ver o SBT, porque temos uma programação desplastificada, natural e sem copiar, em nenhum momento o que a Globo faz. Acho que o SBT é a única rede que tem personalidade".

Hoje, com o crescimento da Record, controlada pela Igreja Universal, a discussão se acalorou, criando até fanatismo pelas emissoras, defendidas como se fossem times de futebol. Mas em relação à "personalidade" das televisões, o quadro não se alterou. A Record encontra inspiração para suas produções no padrão Global, enquanto o SBT insiste em seu estilo próprio, atualmente, um tanto desencontrado. Mas permanece a visão de que o público telespectador possui um sentimento especial pela emissora do Silvio Santos. Talvez por seu dono, ou não...

3 de jun de 2008

Microfone do Silvio - mega-atualização

Bem senhores telespectadores, toda a trilogia do Microfone do Patrão foi revista e atualizada, ganhando aquela que espero que seja a versão definitiva.

Assim, o post O Microfone do Silvio Santos - parte 1 agora traz novas fotos incríveis em detalhes do microfone e informações sobre o transmissor utilizado, que era fabricado pela Telefunken!

O post O Microfone do Silvio Santos - parte 2 foi atualizado com fotos maiores e melhores de Sérgio Chapelin, Gugu e Oscar Pardini utilizando o microfone do patrão.

O post O Microfone do Silvio Santos - parte 3 foi atualizado com contribuições de Fernando Morgado, do blog Televisionado, a respeito do programa Gol Show. Fernando nos enviou uma passagem de um livro técnico sobre televisão sobre o microfone do Patrão.

Obrigado a todos pela grande quantidade de visitas que estamos recebendo. Gostaria que comentassem mais as postagens, pois isso estimula muito que continuemos preparando coisas novas sempre!

Voltaremos logo com mais novidades. Aguardem!

1 de jun de 2008

A vida íntima de Silvio Santos

Todos sabem que o Homem do Baú não gosta de dar entrevistas, de badalações nem de aparecer fora dos palcos. Quer ter uma vida privada sossegada e longe dos holofotes. Freqüenta somente os mesmos lugares, os escritórios do Grupo Silvio Santos, o salão do Jassa...

No início da carreira, Silvio Santos, já casado com a Cidinha, a escondia do público pois havia o mito de que os galãs não podiam declarar seu estado civil para não decepcionar suas fãs... ainda com esse tipo de pensamento e mantendo o mistério em relação a sua vida amorosa, Silvio Santos permitiu que a revista São Paulo na TV, de Plácido Manaia Nunes, acompanhasse a rotina de um dia de sua vida, desde o momento em que saiu da cama, passando pela ginástica, pelo banho (!), pelas refeições rápidas, pelas reuniões do Baú da Felicidade, pela gravação do programa até o fim do dia, quando se recolhe para dormir. Isso em maio de 1968, quando Silvio já era um astro apresentando o Programa Silvio Santos aos domingos na tela da TV Paulista, canal 5!

A reportagem paparicando nosso Herói contou com a redação de Décio Piccinini e, numa página inteira, investiga (ou tenta investigar, ou sabe mais disfarça, sei lá...) a vida sentimental do Silvão, tentando desvendar o mistério em torno da existência de uma "namorada" do Patrão. Silvio Santos não conhece o amor? - é o que pergunta a revista.

Esse tipo de publicação de informações e fofocas televisivas não mudou nada de lá pra cá (ao contrário, só piorou, com o aparecimento dos paparazzi, por influência da imprensa estrangeira), pelo visto. Mas, naquele tempo, o acesso à informação era diminuto, o que dava muito crédito e respeito à publicação. Basta lembrar que surgiu da redação da São Paulo na TV, da cabeça de Plácido Manaia Nunes, a idéia de criação do Troféu Imprensa.

Apresentamos agora, pela primeira vez na internet, a reprodução das páginas da edição nº 478 (maio de 1968). Abram as fotos e leiam, estão em boa resolução! Boa leitura!

Parte 1
Free Image Hosting at www.ImageShack.us

Parte 2
Free Image Hosting at www.ImageShack.us

Parte 3
Free Image Hosting at www.ImageShack.us
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas