Este site é desenvolvido por entusiastas e admiradores do artista Silvio Santos e não possui nenhuma ligação com empresas do Grupo Silvio Santos.

20 de jun de 2008

Há vinte anos...

Há vinte anos, na verdade, vinte e um, o SBT lançou uma campanha de marketing bastante ousada, cujo texto de lançamento reproduzimos a seguir. Tudo, neste post, começa vinte anos atrás... mais precisamente, em maio de 1987, quando surgiu este texto:

SBT - LÍDER ABSOLUTA DA VICE-LIDERANÇA

Há 20 anos atrás, os Diários Associados eram o maior império de comunicação do País. E todo mundo dizia que era praticamente impossível vencê-lo.

Era.

Hoje, o primeiro lugar está nas mãos da Rede Globo. Uma das melhores televisões do mundo. E só Deus sabe o quanto é difícil disputar com ela.

Mas, apesar disso, o SBT vem crescendo dia após dia.

Em maio de 1987, alcançou 23% de participação na audiência total do mercado nacional. Um fato extraordinário, se você levar em conta que, durante algum tempo, a Globo não era somente o primeiro lugar em audiência.

Ela era o único lugar em audiência.

Para crescer assim, o SBT se baseou num marketing inteligente que, ao invés de tentar copiar a Globo, busca justamente fazer o que ela não pode fazer. O SBT fugiu do padrão global e adotou o padrão Brasil.

Nós fazemos programas parciais, emocionais, inflamados, exagerados, açucarados. Cobrimos temas e matérias populares. Se você não gosta, desculpe a, nossa falha: mas eles dão audiência.

Nossa programação fala com o povo. Essa enorme massa de pessoas que consomem cigarros, fósforos, bebidas, que depositam, fazem poupança.

Não queremos ser boutique. Somos magazine.

Não queremos ser restaurante de luxo. Somos cadeia fast-food.

Não queremos só prestígio: queremos audiência.

Quanto está custando um minuto de puro prestígio?

E é por isso que estamos crescendo tanto, chegando até em determinados horários a realizar o "Impossível": bater o líder.

E 23% é uma fatia de mercado à qual nenhum anunciante pode ficar indiferente.

Quando um empresário está cansado dos problemas do mundo, ele liga SBT. Quando um intelectual quer rir um pouco e virar menino, ele liga SBT. Quando um publicitário quer saber o que o povo está escutando e pensando, ele vira SBT.

Hoje nós somos vice. Um dia, seremos versa.

SBT - Liderança absoluta do segundo lugar.


Aí está, apresentado pela agência publicitária de Washington Olivetto, que elaborou este texto, o que diferencia a rede de Silvio Santos das outras emissoras: personalidade e identidade próprias. O SBT foi a única estação de televisão, além da Globo, que conseguiu criar sua própria imagem, seu próprio padrão. Às vezes mambembe, às vezes improvisado... muitas vezes chamado de brega, mas que é pura e verdadeiramente popular.

Em 1987, Guilherme Stoliar, vice-presidente do SBT, dizia:

"Na programação, somos a segunda rede em tudo, da abertura ao encerramento.Somos a alternativa à Rede Globo de Televisão. Quem não quer assistir à Globo,por qualquer razão, obrigatoriamente vai ver o SBT, porque temos uma programação desplastificada, natural e sem copiar, em nenhum momento o que a Globo faz. Acho que o SBT é a única rede que tem personalidade".

Hoje, com o crescimento da Record, controlada pela Igreja Universal, a discussão se acalorou, criando até fanatismo pelas emissoras, defendidas como se fossem times de futebol. Mas em relação à "personalidade" das televisões, o quadro não se alterou. A Record encontra inspiração para suas produções no padrão Global, enquanto o SBT insiste em seu estilo próprio, atualmente, um tanto desencontrado. Mas permanece a visão de que o público telespectador possui um sentimento especial pela emissora do Silvio Santos. Talvez por seu dono, ou não...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:

Comentários anônimos poderão ser excluídos.

Os comentários são moderados. Os editores se reservam ao direito de excluir comentários ofensivos, injuriosos, agressivos ou não condizentes com a postura editorial e a proposta deste blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas