Este site é desenvolvido por entusiastas e admiradores do artista Silvio Santos e não possui nenhuma ligação com empresas do Grupo Silvio Santos.

29 de jun de 2008

Sua Majestade, o Ibope

Silvio Santos já apresentou no começo de sua carreira um programa com esse título acima. Mas não é dele que trataremos aqui, e sim de algumas grandes audiências alcançadas pelo Homem do Baú na televisão.

Uma das grandes histórias a respeito de Silvio Santos ocorreu em 1969, e foi assim registrada para a posteridade pela revista Realidade, que realizou longa reportagem com Silvão, publicada em 1º de setembro de 1969:


No domingo, 20 de julho, quando o homem botou pela primeira vez o pé na Lua, a televisão estava lá, transmitindo diretamente e com uma imagem perfeita, apesar dos 400 000 quilômetros de distância. O índice de audiência foi a um bom nível: 41,4% das pessoas que têm tevê estavam assistindo ao espetáculo, enquanto 20% dos aparelhos permaneciam apagados. Os técnicos em pesquisa e estatística calculam que 5,5 milhões de telespectadores brasileiros assistiram ao vivo o feito inédito, só contando o público de São Paulo, do Rio e das cidades vizinhas.

SÓ A CHEGADA À LUA CONSEGUIU TER MAIS AUDIÊNCIA QUE OS PROGRAMAS DE SÍLVIO SANTOS

Na mesma semana, sem ir à Lua, Sílvio Santos conseguiu em São Paulo uma audiência apenas 1% menor (40,4), na sexta-feira, com o programa Cidade contra Cidade. E no domingo o IBOPE marcou 35,8 para o Programa Sílvio Santos, que ficou com o segundo e o terceiro lugares entre os programas de maior audiência, perdendo apenas para a transmissão da aventura da Apollo 11.

Quem é este Sílvio Santos, muito mais popular do que o Topo Gigio (que custa milhões e marcou 33,5%). mais sensacional do que o seriado Missão Impossível (32%), com mais magnetismo do que o Chacrinha (que só atraiu 28,4%), e mais romântico do que Nino, o Italianinho (25,8%)?

- Eu? Eu sou um homem comum, que sempre se esforçou para viver sozinho. Sempre fui ultra-independente.

E por aí seguiu a reportagem de Nemércio Nogueira.

Image Hosted by ImageShack.us



Durante toda a década de 1970 e também no correr dos anos 80, o Programa Silvio Santos era o imbatível líder de audiência aos domingos, fosse na Globo, na Tupi, no SBT ou na Record, canais pelos quais o programa foi exibido. Em 1987, os índices de audiência do programa oscilavam entre 25 e 35 pontos.

Um grande marco na audiência foi o histórico Show de Calouros de 21 de fevereiro de 1988: era o retorno do Homem à televisão, após várias semanas de afastamento nos Estados Unidos, para o tratamento das cordas vocais que, cansadas, lhe provocavam rouquidão. Silvio acreditava não ter mais condições de apresentar programas, de usar a voz. Na sua volta, fez um programa especial, ao vivo, unicamente para responder perguntas dos jurados, do auditório e do público, por telefone, tanto a respeito de sua saúde como de sua vida particular e suas convicções. Nesse dia, Silvio falou abertamente a respeito de política, religião, fez críticas e disse estar se preparando para a aposentadoria. Esse programa merece um artigo especial só para ele, e será feito em breve. Segundo nosso colaborador Jorge Luis Monteiro, essa edição do Show de Calouros chegou a picos de 45 pontos nas medições do Ibope da época.

Com a forte concorrência do Domingão do Faustão e do Fantástico, o Programa Silvio Santos, apesar de liderar a lista dos programas mais vistos do SBT, acomodaram-se na vice-liderança. Mas a Globo teve muitas dores de cabeça com Silvio. A pior delas, em 2001, com a Casa dos Artistas 1, talvez o reality show de maior sucesso da história da televisão brasileira. Durante as oito semanas de duração da Casa, o SBT bateu o Fantástico, da Globo. Na grande final, em 17 de dezembro daquele ano, a emissora de Silvio humilhou a concorrente, atingindo 55 pontos, ante 16 da emissora líder, segundo a Folha on line.

Mas a avassaladora vitória contra a revista eletrônica global conquistada pela Casa dos Artistas não foi a primeira. O inesquecível Topa Tudo por Dinheiro, com suas brincadeiras no palco e no auditório, e, principalmente, as câmeras escondidas, garantiam liderança de audiência já em 1991, com 37 pontos contra 30 da Globo. Segue reportagem do Jornal do Brasil de 10 de outubro de 1991:

Image Hosted by ImageShack.us

No último dia 22, o SBT finalmente conseguiu ultrapassar a Globo. Segundo Luciano Callegari, superintendente artístico do SBT, foi a primeira vez na história que Sílvio Santos conseguiu bater o "Fantástico". O "Topa Tudo Por Dinheiro" obteve a média de 36 pontos de audiência, com picos de até 40, contra a média de 31 pontos alcançada pelo "Fantástico". No domingo seguinte, dia 29, o fenômeno se repetiu com uma vantagem ainda maior para o SBT: 37 pontos - com um pico de 41 - contra os 29 pontos médios obtidos pela Globo.



E, agora, em 22 de junho de 2008, domingo passado, o Programa Silvio Santos repaginado e reformulado parece ter finalmente tirado nosso Herói da mesmice e do piloto automático no qual se encontrava apresentando os programas nos últimos tempos, sem conseguir animar o auditório como fazia antes. Concorrendo com futebol nas principais emissoras rivais, Silvio Santos liderou a audiência dominical por boa parte da tarde, atingindo pico de 21 pontos, índices elevados para os dias de hoje. Uma resposta para quem acreditou que ele estava acabado e ultrapassado. Jamais! De Silvio Santos podemos esperar tudo.

A partir deste domingo, nosso conteúdo também estará disponível no Tele História, atualizado quinzenalmente. Agradecemos a Thell de Castro pelo convite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:

Comentários anônimos poderão ser excluídos.

Os comentários são moderados. Os editores se reservam ao direito de excluir comentários ofensivos, injuriosos, agressivos ou não condizentes com a postura editorial e a proposta deste blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas