Este site é desenvolvido por entusiastas e admiradores do artista Silvio Santos e não possui nenhuma ligação com empresas do Grupo Silvio Santos.

19 de mai de 2010

Vamos faturar com Raul Gil



Entre 1981 e 1985, se Silvio Santos precisasse tirar uma folga de seu programa de domingo, tinha um substituto determinado por contrato: o apresentador Raul Gil.

UM POUCO DA VIDA DE RAUL GIL

- Eu era pobre - confessou Raul Gil para o Jornal do Brasil, em 13 de junho de 1982 - meu pai foi um pouco de tudo no Brasil. Sabe como é, imigrante é fogo. Estudei no círculo operário de Vila Prudente [atual Colégio João XXIII]. Comecei me interessando em cantar. Tinha boa voz e cantava boleros. No início fui gongado 17 vezes, mas não perdi as esperanças e hoje estou aqui.

José Gil, pai de Raul, era de Múrcia, Espanha e ganhava a vida como servente de pedreiro. E sua mãe, Esperanza Leocádia Gil, dona-de-casa, era de Málaga. Raul tinha mais nove irmãos e uma vida muito humilde. Moravam na Rua Madrid, na Vila Prudente, Zona Leste de São Paulo, numa casa com apenas dois quartos. Sua irmã Carmem Gil Libertad, também tinha vocação artística, e cantava com o nome de Liberdad Lamarque. Porém, ela faleceu precocemente, de tuberculose.

Em 1959, Raul Gil se casou com Carmen Sanchez, sua paixão de infância, que ele conheceu no ponto de ônibus da Vila Oratório. Tinha 21 anos e era um mero datilógrafo de uma empresa de transportes, sonhando ser torneiro mecânico. Antes disso já havia vendido pastéis na feira, e, posteriormente, resolveu trabalhar como lavador de ônibus, esperando, assim, conseguir uma vaga de mecânico, numa garagem na Vila Paulina, a poucos quarteirões de sua casa.



Raul Gil começou seus passos na vida artística se apresentando em concursos de calouros no rádio e na TV. Foi nos concursos de Hélio Araújo e de Salomão Ésper na Rádio América, pelos idos de 1954, e no Calouros Toddy, comandado por Hebe Camargo, na TV Record, no qual finalmente venceu. Depois, integrou a famosa Caravana do Peru Que Fala, de Silvio Santos. "Silvio tinha um número sensacional com uma macaca", recordou certa vez. E também foi estrela em boates "boca do lixo", onde cantava e fazia imitações. Raul imita os cantores Cauby Peixoto (com quem já fez um dueto em seu programa), Vicente Celestino e Gregório Barrios, além de Chacrinha, Silvio Santos, Mazzaropi e Ronald Golias.

Em 11 de dezembro de 1960 nasceu Nanci, primeira filha de Raul Gil. Segundo o artista, ela trouxe muita sorte porque nesse mesmo dia ele estreou como cantor profissional no programa Alegria dos Bairros, da Rádio Record, apresentado por Geraldo Blota. Raul Gil gravou 8 discos de 78 rotações, 3 LPs e 2 CDs, a maioria boleros, mas também músicas engraçadas como Pára, Pedro e marchinhas carnavalescas como Vamos Faturar, gravada para o Carnaval de 1977.

Estreou como animador na televisão em 1967, substituindo de improviso o titular José Vasconcelos. O seu primeiro programa foi o Raul Gil Room no mesmo ano pela TV Excelsior.

Raul Gil trabalhou com Silvio Santos também no Programa Silvio Santos, ainda na Globo, no qual fazia imitações e cantava paródias.

RAUL GIL NO SBT

O apresentador, depois de passar pela Excelsior, Bandeirantes, Tupi e Record, foi contratado em 1980, quando ainda não existia o SBT. Seu programa ocupava o Sábado Especial, que também tinha Bozo, Zorro e Almoço com as Estrelas. Na emissora de Silvio, Raul recebia um dos mais altos salários da TV na época: Cr$ 2.300.000,00 fixos, mais algumas comissões que o levam a ganhar, em média, Cr$ 3 milhões.

Além de apresentar o programa e ser o substituto imediato de Silvio Santos em suas eventuais ausências, Raul Gil também foi um dos padrinhos dos concursos de Miss Brasil, na época organizados e transmitidos pelo SBT.

Segundo Kiko Nogueira, em reportagem da revista Veja, em 5 de maio de 1999, o estilo de Raul Gil é inconfundível. "Deita-se no chão, saltita com o microfone nas mãos, metido em seus ternos coloridos e sapatos brilhantes (feitos por um certo Pacolino, o mesmo sapateiro dos Demônios da Garoa). Põe-se de joelhos para conversar com as crianças".



Raul usava o mesmo modelo de microfone de Silvio Santos, porém sem os suportes para fixação no pescoço, como havia usado na TV Tupi, preferindo segurá-lo na mão.

O Programa Raul Gil se dividia em três quadros principais: O Que É, O Que É, Calouros com Raul Gil e Show de Cartas e Cartazes. A ordem desses quadros mudava, conforme a vontade do animador.

O Que É, O Que É surgiu em 1974 e ficou popularmente conhecido como o Quadro do Banquinho. Os convidados do programa precisavam dizer nomes de coisas que se iniciassem com determinada letra, existentes em certo lugar. Aquele que não conseguisse saía de cena, levando o banquinho de plástico no qual estava sentado, ao som do refrão "O Raul perguntou/ você não acertou/ pegue o seu banquinho/ e saia de mansinho". O vencedor recebia uma carta de crédito no valor de Cr$ 10 mil, válido nas Lojas Tamakavy ou no Baú da Felicidade.

Calouros com Raul Gil era um quadro importante do programa já que o Próprio Gil começou sua carreira como calouro. O júri era composto por figuras como Jorge Mascarenhas, Virgínia Lane, Daysi Lúcidi, Ary Toledo, Zélia Martins, Augusto Liberato (Gugu) e Nanci Gil, filha do animador. Neste quadro, havia tronos para "música antiga", "música atual"," trono Infantil" e "dublagem". Os Calouros recebiam notas dos jurados e o prêmio era a sua própria participação.

Cartas e cartazes, antigamente chamado Quatro ases e um coringa. Os convidados eram quatro bons cantores e um superastro (o coringa). Como houve reclamação dos participantes de que havia uma concorrência entre os artistas, o nome foi trocado para Cartas e Cartazes. Os convidados do Raul Gil ficam escondidos atrás de um cartaz que reproduz uma carta de baralho, criando suspense na platéia. Na TV Manchete, nos anos 90, Raul Gil ressuscitou o quadro, com o nome original.

O famoso quadro Pra Quem Você Tira o Chapéu, criação do radialista e jurado José Messias, era apresentado no Almoço com as Estrelas (ou Clube dos Artistas). Somente com a extinção desses programas Raul decidiu adotá-lo, mas já fora do SBT.

No palco, ao lado de Raul Gil, ficava o boneco de lata Robogildo, interpretado por seu sobrinho Marquito, que nos anos 90 faria muito sucesso no Programa do Ratinho. Ao fundo, a orquestra do maestro Milani, na hora do quadro dos calouros.

Raul Gil deixou a programação do SBT em 1985, migrando de volta para a Record, emissora da qual Silvio Santos detinha 50% de suas ações. Houve um desentendimento entre Raul e o SBT, que estava reformulando sua grade de sábado para tentar derrubar parte da audiência do Cassino do Chacrinha, da Globo.

Porém, permanecem até hoje as amizades e a admiração mútua entre Raul Gil e Silvio Santos, a ponto de brincarem um com o outro, como recentemente, quando Silvio disse "Raul Gil é gay", e Raul retrucou a gozação dizendo "tudo o que eu sei aprendi com Silvio Santos"...

Raul Gil disse, algumas vezes, que um de seus maiores arrependimentos na vida foi ter saído do SBT. Nunca escondeu que um dia desejava voltar à emissora. E, em 18 de maio de 2010 foi confirmada a volta de Raul Gil ao SBT.



Fontes de pesquisa: TV-Pesquisa PUC-Rio, Comunidade MofoTV

postagem original em 2 de maio de 2009
atualizado em 19 de maio de 2010

5 comentários:

  1. Hamilton, muito boa sua postagem sobre o Raul Gil, que nós cariocas só conhecemos na tevê a partir de 1980, qdo assinou com a emissora de Silvio Santos.

    O quadro 'O Quê É, O Quê É' teve uma fase que chamava 'Vamos Construir Juntos'. Os convidados tinham que lembrar de objetos que existiam por exemplo, num banheiro, num parque de diversões, numa oficina mecânica, etc.

    A musiquinha cantada qdo cada um era eliminado da gincana era:
    "O tempo se esgotou, você não construiu
    Receba os aplausos do auditório do Raul Gil
    Não fique com essa cara, não adiante reclamar
    Música maestro, que o *fulano* vai cantar."

    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Luis Eduardo Soua Costa31 de maio de 2009 10:14

    Valeu Hamilton !! òtimo Post.Confrimando o que foi escrito acima, eu também sou do Rio de Janeiro e lembro que o programa do Raul começou a ser exibido por aqui em idos de 80/81 no Sábado Especial, que começava com o Raul apresentando desenhos, depois vinha o Almoço com as Estrelas, e aí sim, Banquinho, Calouros e o sensacional "Cartas e Cartazes" (Está na hora/Vamos cantar/ Cartas e cartazes está no ar/ É uma jogada/ Muito sadia/ Em cada carta um punhado de alegria !!). Inclusive, eu me lembro do dia em que o quadro passou a ter esse nome , em susbtituição a "Quatro azes e um coringa" : O Raul deu no ar extamente essa explicação que você citou no texto, daí a mudança. Eu tinha 6 anos na época e ficava vidrado no programa. Me lembro de muitos artistas que frequentavam muito atração : Titãs (que reconheceram isso anos mais tarde, em uma premiação da MTV com a participação do Raul), Fábio Jr,Guilherme Arantes, Lulu Santos (a primeira vez que o vi foi no programa do Raul), Clara Nunes e tantos outros. Brincava muito de Raul Gil com os meus primos...Só depois que ele saiu do SBT é que passei a assistir o "Cassino do Chacrinha", que competia com ele no horário. Engraçado é que no fim dos anos 80 teve uma fase em que o Raul esteve fora da TV e aconteceram duas coisas muito legais que refletem o quanto ele era (é) querido pelos artistas e o público em geral : A Hebe fez uma edição eéspecial em homenagem ao Fábio Jr, e ele fez questão de convidar o Raul, como uma forma de agradecimento a tudo que ele havia feito pela sua carreira. Gesto nobre e raro no meio artístico; Outro foi em 1989. Naquela época estava sendo reinaugurada a TV Rio, canal 13 do Rio de Janeiro, cujo dono era o Pastor Fanini, da Igreja Batista carioca. O diretor da emissora era o lendário Walter Clark. Pois bem, por intermédio do fiel escudeiro Jorge Mascarenhas (aliás uma ótima sugestâo para ser entrevistado pelo site), Raul foi contratado e veio fazer o seu programa aqui no Rio. A experiêncai durou poucos meses mas foi fundamental para que a carreira do apresentador fosse retomada com força total. Grande abraço Hamilton e mais uma vez, parabéns pelo excelente blog. Luis Eduardo Souza Costa

    ResponderExcluir
  3. O patrocinador do O Que É, O Que É era a Tapeçaria Chic (ou Chique).

    ResponderExcluir
  4. GOSTARIA SE POSSIVEL VCS COLOCARAEM O TEMA DE ABERTURA DO RAUL GIL DOS ANOS 80 E 90 EU NÃO ACHO

    ResponderExcluir
  5. tema de abertura do sábado especial e programa raul gil até o começo dos anos 2000:https://www.youtube.com/watch?v=kteJ1GeCoxY

    ResponderExcluir

Atenção:

Comentários anônimos poderão ser excluídos.

Os comentários são moderados. Os editores se reservam ao direito de excluir comentários ofensivos, injuriosos, agressivos ou não condizentes com a postura editorial e a proposta deste blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas