Este site é desenvolvido por entusiastas e admiradores do artista Silvio Santos e não possui nenhuma ligação com empresas do Grupo Silvio Santos.

26 de fev de 2012

Trunfo do SBT - Gugu Liberato


Augusto Liberato teve uma longa história no SBT. Ingressou na Estúdios Silvio Santos como produtor do Programa Silvio Santos, contratado após enviar boas ideias à produção. Começou a atuar em frente as câmeras no boletim de notícias Fatos e Fotos da Semana (1976-77) e Horóscopo com Zora Ionara (1976-79), ambos da TVS Rio. Foi jurado do Programa Raul Gil (1980-82).

Com o surgimento da TVS de São Paulo passou a apresentar a Sessão Premiada (1981), além de atuar no humorístico Alegria (1981-83). Produziu e apresentou o quadro A Semana do Presidente (1981-82) e foi assistente de produção do jornal Telex (1981-82).

O jovem Augusto tinha como anseio tornar-se repórter e telejornalista, mas sua carreira se encaminhou de maneira diversa após assumir a apresentação do programa semanal de música e variedades Viva a Noite (1982-1992). No programa Gugu tinha participação ativa na produção e criação de quadros. Contratado pela Rede Globo em 1987, tinha sua estreia prevista para o ano seguinte, mas o negócio foi desfeito após Silvio Santos oferecer ao promissor animador loiro boa parte do seu horário dominical.

Gugu então iniciou participação ativa dentro do Programa Silvio Santos, assumindo definitivamente a imagem de sucessor do Patrão, que vinha sendo cunhada ao longo dos anos. Relançou o Cidade Contra Cidade (1988-89), remake do clássico de Silvio Santos e, na sequência Gugu apresentou Passa ou Repassa (1988-94), TV Animal (1988-94), Corrida Maluca (1989-91), Big Domingo (1991-92), Domingugu (1992), Super Paradão (1992), Programa de Vídeos (1992-93), Nações Unidas (1992-93), Play Game (1993) e Disco de Ouro (2002-03).

Mas o principal sucesso de Gugu foi o Domingo Legal (1993-2009), programa de variedades, disputa entre artistas e concursos transmitido ao vivo, que estabeleceu uma ferrenha guerra de audiência e foi uma das principais atrações da emissora.

Aos sábados, diante do boom da música sertaneja, lançou o musical Sabadão Sertanejo (1991-98), posteriormente renomeado para Sabadão (1998-2002). Por um breve período o programa foi transferido para as sextas, mudando de nome para Paradão Sertanejo (1994-95).

Gugu participou de diversos especiais. Ao lado de Bozo ancorou A Descida do Papai Noel (1982), desfilou na Parada do Dia da Criança (1986-88), estrelou o infantil Parque do Gugu (1996) e atuou no SBT Palace Hotel (2001).

Paralelamente à carreira de animador, Gugu lançou diversas marchinhas e músicas voltadas ao público infantil, escreveu livros, lançou um parque de diversões com seu nome e foi comunicador das rádios Capital e Record de São Paulo. Deixou o SBT em 2009, mas sua imagem continua fortemente ligada à emissora.

Amanhã voltaremos com a última carta da família "C" do Trunfo do SBT.

Um comentário:

  1. Dificilmente seu nome será desvinculado ao SBT.Foi Uma história marcante e acho que um dia retornará a emissora

    ResponderExcluir

Atenção:

Comentários anônimos poderão ser excluídos.

Os comentários são moderados. Os editores se reservam ao direito de excluir comentários ofensivos, injuriosos, agressivos ou não condizentes com a postura editorial e a proposta deste blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas